Eventos Feministas

21 outubro 2010

Pin-Ups! Nossas avós já sabiam....




 Elas foram um dos primeiros apelos do que chamamos hoje de cultura de massa ou de cultura pop, e têm grande responsabilidade pela forma como as mulheres começaram a se ver depois dos anos 40.

Afinal, antes delas, nunca se havia visto tantas pernas nuas.
Assim, as donas de casa descobriram que era possível posar para uma foto sem a alegre companhia de um fogão.\0/



E depois, era uma explosão de furor depois de anos de crise.

Mas imagens de mulheres com sentido erotizado não era assim tãaaaao novo...Antes da crise de 1919, a tensão que reprimia a sensualidade no ocidente, de forma crescente (as mulheres usavam cintos de castidade!),deu frutos, produzindo uma sociedade sexualmente pervertida.

Desenhos de moças nuas eram escondidas no armário, enquanto as pulp fictions eram devoradas, com centenas de bondage e defuntas despidas.

O fenômeno Pin-Up como conhecemos hoje, ganhou força gigante mesmo, depois da Segunda Guerra Mundial.
Artistas como Elvgren assinavam desenhos de mulheres em revistas, disputando espaço com as fotografias:o que não era nunca para ser visto em público, descobria seu lugar no mundo, e como arte.





Em pouco tempo, a aceitação de todo o público estava ganha.As mulheres descobriram uma "fonte de informação" porque "as pin-ups eram as mulheres como os homens desejavam".Assim, aprenderam como usar os trejeitos típicos de pin-up "contra" os homens...ou a favor, não sei.

O vestuário se modificou: cintas-liga e seios fartos viraram o que era o tornozelo nos anos 30:puro delírio...

Embora a origem das pin-ups tenha um fundo meio obscuro, o rascunho da obra era:tratamento dos desenhos de forma sacana e humor, até certo ponto, inocente.


E por isso as imagens foram abraçadas da forma que foi pela Playboy, aquilo tinha tudo a ver com a linha editorial.



Sofia Loren e Marilyn Monroe eram quase personificações míticas.


No Brasil havia a Vera Fisher nua no cartaz do filme Superfêmea, desenhada por Benício.


 Então veio o ostracismo.Com a advento da alta-costura, fotografia de moda,modelos magérrimas, as pin-ups sairam de moda.
Além do mais, mulheres em poses para agradar e "sendo escravizadas" por sutiãs de enchimento, nada tinha a ver com a revolução social que acontecia.
As mocinhas perderam o sentido e viraram peça machista.

De repente, estão de volta.

As mulheres continuam querendo ser muito magras, como dita a moda e a tal vida saudável,mas relaxaram na sobriedade, equilibrando as modalidades de poder em busca de uma feminilidade plena.
Mais uma vez, mulheres semi-nuas, segurando sorvetes fálicos gigantes, ou pirulitos,de cintura fina e sorriso de quem não quer nada (enquanto provoca tudo),estão aqui para "ensinar" alguma coisa meio fascinante e meio depravada.


A tendência retrô se apóia nos anos de ouro das pin-ups, desafiando o mundo que se imaginava demasiado materialista e ...sério.

Abraço.


4 Leitor@s:

http://doquequiserfalar.blogspot.com/ disse...

Estranho, não tenho opiniões sobre as Pin-Ups, é a mais velha erotização da imagem feiminina, mas não sou "xiita" a ponto de não gostar de erotismo, sei lá, sei lá, nada contra, nada a favor, bem senso comum esse meu comentário, mas prometo formular uma opinião a respeito. ushaushauhsa

Eu rí demais com seu comentário, PROMETO que escreverei em breve, é pq toda vez que aperta alguma coisa pra mim, o que abandono primeiro é o blog, um erro, ushausha. Francês é liindo msm, mas eu tenho problemas com idiomas, me enrosco bastante até no inglês.

Umm beijo. Boa sorte. Escreverei em breve, rs.

http://souferrofundido.blogspot.com/ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
http://souferrofundido.blogspot.com/ disse...

AAhhhhhhh.Obrigada pelo boa sorte, vou precisar para aprender alguma coisa, Nane...rsrs. Mas "sou brasileira e não desisto nunca"!

The Earth disse...

Eu acho as Pin ups mais provocante do que as mulheres totalmente nuas, pois deixam a desejar.
Só acho que foge um pouco da realidade pois só vemos pin ups branquelas com a pele perfeita

Ocorreu um erro neste gadget