Eventos Feministas

27 agosto 2010

A Teologia da Fome

O Culto ao medo da gordura

 X Seitas milenares

Qual a diferença entre 
uma saudita fundamentalista 
e Donatella Versace?





O medo da gordura altera a forma de funcionamento do cérebro, as mulheres enredadas nesse doutrinamento são submetidas a formas clássicas e tradicionais de controle de pensamento.

 As seitas surgem das mesmas condições que determinaram a história recente das mulheres. 'A rebeldia ativa seguiu-se o retraimento passivo. 


 Quando se frustra o ativismo,os ativistas se voltam para dentro.


 Segundo Willa Appel, as pessoas que seguem seitas são grupos "cujas expectativas sofreram súbitas mudanças", e se sentem "frustrados e confusos".

 Então, tendem a "recriar a realidade, estabelecer uma identidade pessoal em situações nas quais a antiga visão de mundo perdeu seu significado".


 Atrai pessoas 'a margem da sociedade, sem voz política e oferecem, em contraponto, ritos de passagem, numa sociedade em que as instituições tradicionais parecem estar acabando.

 É a história das mulheres de hoje.Vivemos numa realidade propícia para criação de seitas.o que nos faltava era a adequada.

 A teologia do controle de peso supre a necessidade e compartilha com outras seitas três características básicas:

*seitas adotam característica autoritária: Mulheres que adotam regimes seguem dietas das quais não devem se afastar. Reza o missal católico:"Põe, Senhor, uma guarda 'a minha boca, e uma porta aos meus lábios".o tom dos livros, revistas e guias é dogmático e seus especialistas têm sempre razão.

*SEITAS PREGAM RENÚNCIA AO MUNDO: Mulheres em dieta renunciam, claro, ao prazer dos alimentos.Acabam por rejeitar também, comer fora, restringem a vida social e situações que possam deparar com "tentações".

*MEMBROS DE SEITAS CRÊEM QUE SÓ ELES RECEBERAM O DOM DA VERDADE:


 Mulheres obssessivas pelo próprio peso ignoram elogios por sentirem que somente elas mesmas sabem realmente o quanto é compulsivo a Teologia do Controle de Peso, e o corpo oculto, repulsivo 'a visão de terceiros.

'As anoréxicas e bulímicas (que são as "beatas mais francamente convertidas" da nova religião"),têm certeza de estar envolvidas numa busca que ninguém pode entender só de olhá-las.

 O espírito de sacrifício pode trancar as mulheres numa atitude de condenscendência crítica e presunçosa para com as outras mulheres menos devotas.

 Nesta nova religião, a "beleza" é apenas consequência. O "lindo" é o esforço em se submeter ao sacrifício...será que voltamos 'a idade média?

 A mulher enredada nesse raciocínio abre os olhos pela manhã e faz uma espécie de oração sobre a balança...mastiga os alimentos trinta e duas vezes a cada colheirada, bebe dez copos de água por dia e medita:"segure essa moedinha entre as nádegas...faça isso sempre que possível, dirigindo, caminhando"...além de contar as calorias de tudo que resolve ingerir.

 E pensam em comida o tempo todo.A seita insiste habilmente que elas o façam.Não existe a redenção se não houver o pecado.

 Mas as seitas oferecem esperança e uma identidade nova.Quem nunca pensou:"quando eu emagrecer dois quilos vou poder usar minha calça 38 de novo". A necessidade de aprovação também é determinante, e a gentileza que as pessoas dispensam ao corpo masculino não se aplica ao feminino.Temos pouca privacidade física. Cada flutuação de peso é amplamente observado, julgado e debatido.


CONSEQUÊNCIAS SOCIAIS DA NOVA RELIGIÃO

 A doutrina dos ritos de beleza para nós, mulheres recém-liberadas é a de sermos sedadas do ponto de vista político.

 Três elementos usados pelos Ritos -a fome, o medo do futuro caótico e o endividamento por meio de dízimos- vêm sendo empregada por políticos do mundo inteiro, que querem manter sossegada e humilde uma população lesada.

 E pouco vale, a nós, mulheres, conquistarmos o mundo, apenas para termos medo de nós mesmas.


A NOSSA BURKA,  GAROTAS, É O MITO DA BELEZA.

Abraço.

7 Leitor@s:

Gatapininha disse...

Gostei muito do post:)

Van Kosta - Butterfly Back disse...

Fantástico post! Direto e reto!

Pedro Paulo disse...

Diz um estudo que em tempos de abundância alimentar, as modelos são magras, quanto mais alimentos em países "chave" e líderes, mais magras são as beldades. No passado em meados do século XVI por exemplo, era o contrário e não havia fotoshop naquela época KKKKKKKKK

Abaixo a Magreza idiota

Natacha Domingues disse...

Obrigada pelos comentários.Gostei de todos.Pedro:gostei da teoria, e acho que faz sentido, com a arte é assim,né?Época de pobreza, monumentos poderosos...de riqueza, monumentos simples.Talvez seja assim com toda "imagem"...De qualquer forma, acho prejudicial para todas as mulheres, e concordo com Sidney...o "negócio"é tão esperto, que é quase impossível de se libertar.Da mais pobre até a mais rica, todas querem emagrecer.E isso no Brasil, país de mulheres "cadeirudas"...complicado.Bjosssss.

Natacha Domingues disse...

Mas acho que têm por onde começar...revistas voltadas para mulheres que preguem dietas, não devem ser compradas.Casos de obesidade pedem dietas, talvez cirurgia...mas mulheres saudáveis precisam emagrecer para que?

Ana Cavalcantti disse...

Oi Natachaaaaaa...ah e agora e quero o conto hahaha !!!!!!!!! Brincadeirinha !!!!!!!!
Olha ...se eu disser que não penso em dieta...estou mentindoooooooo.....minha vida é assim : dia de semana procuro não comer muito e nem coisinhas gordas, mas fim de semana como tudo o que eu quero ...sem excessões !!
Mas não tem nenhuma neura de peso , nada que abale minha auto estima...deus me livre... !
Não que eu queira pregar que gostaria de ser feia e gorda e achar lindo, mas acho que a beleza de uma mulher segura e que brilha por dentro ..é muito mais chamativa e sustentável do que de uma magrinha sem graça rs !!!
Resumindo eu acho que sou normal nesse aspecto dieta , mesmo pq qdo resolvo fazer , nunca dura muito tempo rs !!! Nada de me poupar de momentos de prazer , pq eu aodro comer coisa boa, mas tb nada de me empanturrar todo dia !!

Realmente tem casos extremos né..de doenças que precisam ser tratadas ! Mas no geral a mulherada sofre, fica deprimida e tal ...a toa !!!

Beijocaaaasssssssss

Joselito disse...

Bem diferença algumas, agora o ponto em comum é o fanatismo.

Ocorreu um erro neste gadget