Eventos Feministas

18 agosto 2010

Apelação em campanhas publicitárias destinadas às Mulheres















Modelos "Cadáveres" lançam Cosméticos inspirados em Violência

 A filial mexicana da MAC, fabricante canadense de cosméticos, em parceria com a americana Rodarte, usou modelos maquiadas e vestidas com roupas brancas como se estivessem mortas para lançar esmaltes vermelhos, batons acinzentados e sombras escuras inspirados na violência

Um esmalte da nova coleção se chama Ciudad Juarez, que é uma cidade de elevados índices de assassinatos e estupros -é considerada a mais violenta do mundo!
 Em uma comparação, seria como se a Avon lançasse no Brasil a linha de esmalte ‘Favela da Rocinha’ em diversos tons do vermelho-sangue.  


 Ou a coleção “Bala Perdida” de batons. A garota-propaganda poderia ser Gisele Bundchen, com uma marca de tiro na testa. Ai!

 No México, em um desfile da grife macabra, entre as modelos ‘cadávares’, havia as “sonâmbulas” e “operárias”, numa referência às indústrias têxteis (na maioria falidas) de Chichuahua.

 A imprensa, blogs, governo e ongs fizeram duras críticas à MAC. “O próximo batom deles vai ser chamar “Bergen-Belsen” [nome de um campo de concentração nazista]”, escreveu um blogueiro.

 Ao tentar se justificar, a MAC acabou se complicando mais. Um porta-voz da empresa disse que o objetivo dos novos produtos era "retratar a cultura mexicana de um modo geral".


 Cultura de violência? Aposto que eles adoraram a "homenagem"....
Por fim, a empresa se deu por vencida e pediu desculpas pelo seu equívoco. Informou que destinará parte dos lucros das vendas feitas com os produtos às famílias afetadas pela violência.É...agora precisam "limpar a barra"...hehehe.


Já a Duloren ... esta incentiva a infidelidade para vender lingerie.

SÓ JESUS É FIEL


 O slogan da campanha publicitária que a Duloren começou a veicular em revistas é o mantra evangélico: “Só Jesus é fiel”.

 Uma foto mostra um homem diante da tv e, em primeiro plano, está a sua bela mulher vestida com lingerie da Duloren que conversa ao telefone,
provavelmente com um amante.

 Com esse anúncio assinado pela agência Agnelo Pacheco Rio, a grife
incentiva a infidelidade para aumentar o seu faturamento.

A agência informa que, para realizar o anúncio, fez uma pesquisa com 420 mulheres das classes A e B, entre 20 e 35 anos, apurando que 74% delas já trocaram de parceiro ou pensam em fazê-lo "por falta de carinho". 

 Não se sabe se elas são tão insinuantes quando à modelo do anúncio. De qualquer forma, a pesquisa, claro, não tem nenhuma credibilidade. 

 Denise Areal, gerente de marketing da Duloren, vende seu peixe: diz que as mulheres estão cada vez mais bonitas e que, por isso, “ correm atrás do que querem”. Desde que, em termos de lingerie, seja da marca Duloren, não é mesmo? 

 Embora o anúncio tenha como base o pressuposto de que quase 80% das brasileiras sejam adúlteras em potencial, Denise afirma que, veja só, a Duloren “sempre valorizou a mulher”. 

 Mais direto, Marco Silveira, diretor de criação da Agnelo, afirma que o objetivo da campanha é que a mulher seja infiel para se livrar da submissão de um relacionado conjugal falido.

 A campanha da Agnelo Pacheco Rio para Duloren é  um exemplo da exploração de temas polêmicos por agências de publicidade na tentativa de compensar a sua falta de criatividade e excesso de mediocridade.



(Com informação do Portal da Propaganda.)

 
Obs:Acho que nada melhor que pensar no tipo de publicidade que são destinadas 'a nós mulheres, para pensarmos "para qual lado estamos sendo empurradas", né? (Se é que alguma mulher lê meu blog, ando com dúvidas...rsrs...)Quanto à mim...boicote no que acho nocivo!!!


  Até mais! Um Abraço.

3 Leitor@s:

Gabe disse...

Passando pra avisar que você recebeu um selinho do blog Macho Alfa. Pega ele lá *-*

www.amachoalfa.blogspot.com

Natacha Domingues disse...

Obrigada linda...Adorei!E já peguei!

Ana Cavalcantti disse...

Oiiiii
Nossa tem campanha infeliz mesmo affff....a primeira venceu todas as barreiras rs !
Beijooos

Ocorreu um erro neste gadget